Estuda ou Trabalha em Casa e deseja Criar ou Destacar seu Site?

Se a resposta é sim, então este artigo é pra você!

Há muita competição na internet, mas existem técnicas eficientes tanto para criar seu site como para tornar a sua página favorita para os usuários …

Se você tem um site e está sempre acompanhando seu desempenho, existe uma grande possibilidade de que você não esteja totalmente satisfeito com o resultado. Isso é mais comum do que você imagina, até mesmo os principais domínios passam por isso. O segredo para melhorar sempre é investir em algumas técnicas para reinar na internet.

A concorrência no meio digital é grande, mas aumentar o tráfego do seu site na maioria das vezes quer dizer aumentar o seu lucro. Para melhorar a performance, as três áreas principais que você deve trabalhar são hardware, otimização de scripts server-side e performance do front-end.

A seguir, conheça algumas dessas possibilidades, mas lembre-se: elas não são a única forma de aperfeiçoar o seu site. É preciso conhecer o seu usuário para ter sucesso nesse negócio!

SEO

SEO é um conjunto de técnicas capaz de tornar o seu site mais amigável para os motores de busca como o Google. O método utiliza palavras-chave do conteúdo do próprio site para que ele seja encontrado nas primeiras posições dos buscadores de forma orgânica, já que 80% dos internautas não chegam à segunda página de resultados. Entretanto, as palavras-chave devem atuar de forma estratégica, e não aleatórias, fazendo sentido no contexto, estando em determinado local da página, relacionadas a um assunto e assim por diante. Uma boa forma de fazer é SEO da forma correta é estudando esse mecanismo através de cursinhos ou então, conte com profissionais especializados na otimização de sites.

SERVER SIDE

Use a compressão server side para compactar objetos da página. Na prática, ela reduz o tamanho dos arquivos enviados pelo servidor, resultando em menor consumo de banda de transferência e redução no tempo de carregamento das páginas. O servidor web fica responsável por comprimir os arquivos estáticos e mandá-los ao navegador do internauta, que recebe os arquivos comprimidos, realiza a descompressão e exibe a página. Embora o processo aumente a carga dos processadores, o resultado justifica o uso dessa funcionalidade, pois o usuário tem uma experiência muito melhor ao navegar pelo seu site.

LAYOUT

O layout é a primeira impressão que o usuário terá em relação ao seu site, então é melhor caprichar! Ele deve transmitir confiança e seriedade, ser prático e intuitivo e, ainda, gerar economia de tempo para o internauta. Para um layout de qualidade, é preciso definir muito bem o design e o desenvolvimento de todas as páginas. Um site muito colorido, que demora para carregar ou que não possui informações claras vão afastar o usuário. Ele deve se sentir à vontade ao navegar na sua página, pois, dessa forma, ele permanecerá por mais tempo e retornará mais vezes, ou seja, você terá fidelizado o seu usuário. Conte com designers e desenvolvedores experientes na hora de criar o layout e invista sempre nas atualizações para que sua página ano fique defasada.

ASP

Utilizando a linguagem de programação ASP (Active Server Pages, ou, em português Páginas Ativas de Servidor), tecnologia criada pela Microsoft, é possível fazer um site com conteúdo dinâmico e interativo, com páginas leves de alto desempenho e total segurança. Dessa forma, você pode fazer um link com as informações disponíveis nos servidores em bancos de dados, usar e integrar as linguagens VBScript, JavaScript, HTML e outras, além de garantir a segurança e criptografar dados. A recomendação para aprender mais sobre o assunto é realizar um curso de ASP, que pode ser feito online, mas você já precisa ter algum conhecimento sobre programação para aproveitar o aprendizado.

TESTE A/B

Para gerar receita, é essencial que o usuário que visita o seu site seja convertido, e, por isso, otimizar as taxas de conversão deve ser uma tarefa constante. Os testes A/B podem auxiliar a identificar qual é a melhor forma de converter os usuários, e funciona da seguinte forma: você lança a versão A da sua página, que é a atual/original, e uma versão B, que contempla as mudanças. Após um período definido, você poderá analisar e comparar as duas possibilidades e deixar no ar apenas a que apresentou melhor resultado. Com os testes A/B, é possível testar também botões, cores, fontes, imagens e outros componentes da página, desde que um item por vez, sempre respeitando o objetivo do seu site e o perfil dos seus internautas.

Para quem quiser entender mais sobre os assuntos descritos neste artigo, ou para quem quiser atualizar-se e aprender técnicas diferentes, recomendamos estes cursos online aqui abaixo com certificado para anexar ao seu currículo:

 

CURSO DE WEBMASTER COM DREAMWEAVER
CURSO DE ASP
CURSO DE HTML5
CURSO DE MARKETING DIGITAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s